FERNANDO SANTOS

O Português Fernando Santos, ex-seleccionador da equipa nacional da Grécia protagonizou um gesto relevante de fair‑play desportivo na jornada de play‑off, em data recente. E a disputar‑se um decisivo Roménia‑Grécia relativo à qualificação para o Mundial do Brasil os homens de Leste cometeram um erro grave ao convocar dois guarda‑redes
ao contrário dos três exigidos nos regulamentos da FIFA.

Ao divulgar a respectiva convocatória a Federação romena de futebol reportava dois guarda‑redes ao contrário dos regulamentos da FIFA que exigem sejam três, a serem inscritos nas folhas de jogo.
Se a equipa técnica romena quisesse contar, apenas, com dois guarda‑redes, então a sua convocatória teria a registar somente os nomes de vinte jogadores em vez dos 23 habituais.

Este incumprimento da lei implicava derrota automática para a selecção “A” de futebol da Roménia, por 3‑0, se, entretanto, a Federação grega avançasse com uma queixa para FIFA.
Mas, incentivados pelo seleccionador Fernando Santos, os dirigentes da Federação de Futebol da Grécia optaram por avisar os homónimos romenos da situação que haviam criado e que os penalizava…

Os romenos puderam, assim, emendar a mão, ou seja, refazer a convocatória da sua selecção “A”, colocando um jogador de campo como guarda‑redes.
E… aquilo que seria um caso grave morreu ali, à nascença, por influência positiva deste gesto de espírito desportivo partilhado por Fernando Santos e pelos dirigentes da Federação de Futebol da Grécia.

O presidente da Federação grega alegou, a propósito, segundo a Imprensa local: “Queremos a qualificação dentro do campo e nunca na secretaria!”

Ficou dito, como exemplo das boas práticas desportivas, por mentes saudáveis!

Escreva a(s) palavra(s) que pretende pesquisar e pressione "enter"

X