MAIS ALGUMAS CURIOSIDADES

Curiosidades sobre Videoárbitro.

Nunca é demais informar e esclarecer o mundo do futebol e os seus adeptos sobre alguns aspetos relacionados com o Projeto Videoárbitro.

Por isso, fiquem a saber um pouco mais sobre várias situações, previstas e definidas no protocolo, para esta fase experimental de dois anos:

⁃ O árbitro tem sempre que tomar uma decisão (de punir ou não punir). Não pode parar o jogo e esperar que o VAR lhe diga o que fazer;

⁃ Qualquer jogador que faça o sinal do écran com as duas mãos (para pedir ao árbitro que recorra ao VAR), é advertido (cartão amarelo). Esta situação equipara-se à da advertência a quem pede, com gestos, cartão para um adversário;

⁃ Um jogo não pode ser anulado ou repetido pelo facto do sistema que suporta a tecnologia avariar parcial ou definitivamente. Aí tudo continuará como se não houvesse video-apoio;

⁃ O projeto não prevê que os treinadores solicitem ao árbitro a video-revisão de um incidente, porque só são analisados os lances de erro claro e evidente e esses não podem ser vistos, “in loco”, por quem dirige uma equipa;

⁃ Todos os incidentes do protocolo devem ser revistos desde que começa a posse de bola atacante que originou esse lance. A exceção são os lances passíveis de cartão vermelho direto (faltas grosseiras ou conduta violenta), em que só a falta em si é que é revista.

Escreva a(s) palavra(s) que pretende pesquisar e pressione "enter"

X