Guarda-Redes e Penáltis

Não é raro assistirmos a “pequenas” infrações cometidas durante os pontapés de penálti. Elas acontecem, aliás, em quase todas as execuções de castigos máximos.

Assistimos, com frequência, à invasão a menos de 9.15m por parte de jogadores defensores, atacantes ou até mesmo das duas equipas. É também comum vermos os guarda-redes saírem da sua linha de baliza antes do pontapé ser batido ou, embora mais raramente, até o executante por vezes infringe quando faz, por exemplo, a chamada “paradinha” (simulação ilegal).

Se pensarmos bem, essas reações são (quase) naturais e humanas.
Trata-se de um momento de enorme tensão, quer para quem executa, quer para quem defende.

Em causa está a possibilidade de uma equipa marcar um golo e de outra sofrê-lo, com todas as consequências a nível emocional e desportivo que isso tem nos atletas e, eventualmente, no resultado final.

Talvez por isso, os árbitros tenham instruções para só punirem essas infrações quando elas forem claras, óbvias e ostensivas. Quando elas forem visíveis aos olhos de todos. Quando “cheirem a batota”.

Hoje vamos focar nas que são cometidas pelos GR, nomeadamente na mais comum de todas: o ato de sair da sua linha de baliza para a frente, de forma a perturbar a concentração do executante e fechar, o mais possível, o seu ângulo de remate.

Quando essa irregularidade for – lá está – evidente (ou seja, não resultar de um mero impulso ou de uma ténue reação momentânea), a lei refere o seguinte:

1 – Se a bola entrar, o árbitro deve validar o golo e não agir disciplinarmente em relação ao GR. Considera-se que a sua ação ilegal acabou por ser irrelevante para o desfecho do pontapé. O golo sofrido já é “castigo” suficiente;

2 – Se a bola não entrar na sua baliza, o árbitro deve ordenar a repetição do pontapé de penálti e aí sim, advertir (ou seja, exibir o cartão amarelo) ao guarda-redes infrator.

Se pensarmos bem, é uma questão de lógica, em que só há punição individual (disciplinar) quando há benefício direto da ilegalidade.

Voltaremos a este tema, na ótica de mais infrações cometidas por outros intervenientes.

Escreva a(s) palavra(s) que pretende pesquisar e pressione "enter"

X