CUNEYT CAKIR

A seleção nacional disputa hoje jogo determinante de apuramento para o Mundial de 2018, na Rússia.

O árbitro da partida será o internacional turco Cuneyt Cakir.

Conheça o seu perfil:

Cakyr tem 40 anos e nasceu em Istambul, Turquia.
Era agente de seguros antes de se tornar profissional de arbitragem.
Esta época, tem média de 6 cartões amarelos exibidos por jogo (dentro do normal).

O currículo deste internacional fala por si. Além de muitos clássicos e derbys no sempre desafiante campeonato turco, destacam-se:

  • 16 épocas na 1a Liga Turquia;
  • 11 épocas de árbitro FIFA;
  • POR/ESP (0-0 / 2-4), Meia-Final do Euro 2012;
  • 4′ Árbitro na Final do Euro 2012;
  • Final da Liga dos Campeões (14/15)
  • Meia Final do Mundial 2014;
  • Meia Final da Liga Campeões 16/17;
  • Final Jogos Olímpicos Brasil 2016.

 

Pontos fortes:

Cuneyt Cakir é relativamente baixo (1.76m) mas fisicamente muito forte. Acompanha o jogo sempre de perto, o que credibiliza para jogadores e exterior cada decisão que toma (há menos protestos quando o árbitro está próximo da ação).

É pedagógico e aceita o diálogo com os vários intervenientes. É firme e claro na sinalética. Não se deixa pressionar pelo ambiente externo. É habitualmente muito bom ao nível da decisão técnica (erra pouco nos momentos decisivos).

 

Pontos menos positivos:

Tende a usar muito os braços e a fazer demasiados gestos quando toma decisões. Isso chama para si o foco que deve estar apenas e só no jogo/jogadores.

Quando sente o jogo a crescer em dificuldade, é mais rigoroso quanto ao local das faltas e mais demorado nos avisos. Essa estratégia pode, por vezes, “enervar” jogadores, técnicos e adeptos.

Globalmente é um árbitro de excelência, habituado a grandes palcos e com tremenda experiência a este nível.

É um dos três árbitros com maior currículo da atualidade.

Não será por aí. Que não seja por aí.

Escreva a(s) palavra(s) que pretende pesquisar e pressione "enter"

X