AMANHÃ HÁ VIDEOÁRBITRO NA SUPERTAÇA.

Como deve ajudar e onde não pode intervir.

Preparem-se.
O Videoárbitro chegou e, não duvidem, vai ajudar a diminuir muitos dos erros graves e evidentes, com influência no jogo.

Por isso, anotem bem:

O que vai reduzir drasticamente?

  • Golos ilegais, marcados em fora de jogo claríssimo, obtidos com as mãos ou que resultem de faltas evidentes e inequívocas de atacantes sobre defesas.
  • Pontapés de penálti mal assinalados (quando o erro do árbitro for claríssimo) ou que fiquem por assinalar, em situações que sejam cristalinas e objetivas. Que não deixem dúvidas para ninguém.
  • Agressões e expulsões. Qualquer ato de violência, que seja inequívoco e que escape à equipa de arbitragem mas que as imagens evidenciem, serão punidos com justiça. Acabaram as agressões nas costas dos árbitros ou à distância.

O que não pode ser alvo da intervenção do VAR, mesmo que veja o erro?

  • Cartões amarelos mal mostrados ou por mostrar.
  • Interpretações sobre lances dúbios, que possam gerar várias leituras (como a intensidade das cargas e empurrões, as bolas que batem nas mãos ou peito, etc). Tudo o que origine duvida não pode ser alvo de revisão. Prevalece a decisão do árbitro.
  • Segundos amarelos (e consequente vermelho) mal mostrados ou por mostrar.
  • Faltas, lançamentos laterais, pontapés de baliza ou pontapé livre mal assinalados ou por assinalar… mesmo que resultem diretamente em golo de seguida: os que são obtidos através destes recomeços de jogo nao podem ser revistos.
  • Qualquer outra situação de erro que não resulte nas quatro previstas no protocolo do International Board.

Portanto, tolerância nessas expetativas: as coisas vão melhorar muito mas os erros não vão terminar de vez. É importante que todos percebamos isso.

A tecnologia do Videoárbitro é uma ferramenta de apoio à decisão. Não uma bóia de salvação!

Escreva a(s) palavra(s) que pretende pesquisar e pressione "enter"

X